BLOG

24 de maio de 2018

O que será da função materna se a Falta faltar?

A Mãe e a Falta O que será da função materna se a Falta faltar?   Como mãe e psicanalista desejo, cada vez mais, colocar luzes […]
26 de abril de 2018

Palestra Loja Maçônica Campos Lobo

Dia 10/08 tive a oportunidade de realizar uma palestra na Loja Maçônica Campos Lobo. Foi uma experiência incrível. Refletimos sobre um dos principais conceitos da psicanalise […]
26 de abril de 2018

Semana SIPAT na CASAN

Fui convidada para realizar uma palestra acompanhada de uma dinâmica de grupo e com elas encerrar a semana SIPAT na CASAN- 25/08/17. Obrigada Maria de Lourdes […]
26 de abril de 2018

Rádio Guarujá – Função Paterna

Função Paterna!!!!Fui entrevistada em 01/09/17, pela rádio Guarujá, falando ao vivo e respondendo algumas questões que os ouvintes trouxeram sobre a Função Paterna- Do que se […]
25 de abril de 2018

Workshop: Autoconhecimento

Participe! Faça logo a sua inscrição.
9 de agosto de 2016

Palestra: Relação entre dificuldades de aprendizagem e família.

VÍDEOS DE PALESTRAS


FOTOS DE PALESTRAS E WORKSHOPS

  • Congresso CONEDU

    Hoje coordenei uma mesa de debates num congresso nacional digital.5conedupensar. Mesa com pais que participaram do projeto Fortalecendo Laços. A importância do Escutar no diálogo familiar. […]
  • Palestra Loja Maçônica Campos Lobo

    Dia 10/08 tive a oportunidade de realizar uma palestra na Loja Maçônica Campos Lobo. Foi uma experiência incrível. Refletimos sobre um dos principais conceitos da psicanalise […]
  • Semana SIPAT na CASAN

    Fui convidada para realizar uma palestra acompanhada de uma dinâmica de grupo e com elas encerrar a semana SIPAT na CASAN- 25/08/17. Obrigada Maria de Lourdes […]
  • Rádio Guarujá

    Função Paterna!!!!Fui entrevistada em 01/09/17, pela rádio Guarujá, falando ao vivo e respondendo algumas questões que os ouvintes trouxeram sobre a Função Paterna- Do que se […]

VÍDEOS DE ENTREVISTAS

DEPOIMENTOS

  • Luciano Rocco
    Os encontros promovidos pelo projeto Fortalecendo Laços me ajudaram a perceber padrões de comportamento para melhorar a minha relação com os meus filhos, bem como me ajudaram a perceber que a mudança desses padrões passa inevitavelmente pela conscientização de minhas próprias atitudes e reações. O trabalho promovido pela psicóloga Andréa Alvarenga e os debates em grupo foram fundamentais para essa tomada de consciência. Evidentemente que a mudança desses padrões de comportamento é um processo, mas o primeiro passo foi dado. O projeto é conduzido por uma profissional qualificada e competente e os encontros foram um espaço de oxigenação de ideias, de uma convivência agradável e amigável. Eles nos proporcionaram momentos consistentes de reflexão e até hoje trocamos artigos pertinentes à educação de nossos filhos. Recomendo.
    Luciano Rocco
  • Marivone Koncikoski Abreu
    Os alertas feitos pela Andréa nos encontros e a troca de experiências com outros pais, tem sido muito importante para nos auxiliar neste desafio que é a educação dos filhos, com o objetivo de formar pessoas emocionalmente saudáveis.
    Marivone Koncikoski Abreu
  • Cristina Bolzani
    Participar do 25º Grupo de Pais, sob a coordenação da Psicóloga Andrea Alvarenga, significa a oportunidade de lançar um olhar mais atento sobre as relações familiares; de refletir sobre os padrões que adotamos e, a partir disso, tentar encontrar mecanismos que contribuam para o fortalecimento dessas relações.
    Cristina Bolzani
  • Glaucia Ramos Müller
    Participar do 24 grupo de pais: Refletindo a formação emocional da família sob a orientação da brilhante profissional Andrea Alvarenga tem sido uma oportunidade imperdível de compartilhar experiências, aumentar o nosso autoconhecimento e reavaliar nossas atitudes no cotidiano das relações com nossos filhos
    Glaucia Ramos Müller
  • Luis Alberto Cadenas Pereira
    Cara Andréa, vou tentar ser breve. Foi muito enriquecedor e prazeroso participar dos encontros de pais com a sua orientação, tivemos ótimos momentos e pudemos refletir como somos insensíveis e até incapazes no nosso dia a dia de compreender certas coisas que estão ao nosso alcance, mas apenas não fazem parte do nosso cotidiano. Às vezes queremos algo muito perfeito quando nós mesmos estamos longe dessa perfeição, mas o que salva toda essa avaliação é que buscamos ser os melhores pais para os nossos filhos e isso fica claro nas declarações e preocupações que escutamos em nossos encontros. Como você mesmo diz, acabamos apreendendo uns com os outros que é importante estar sempre avaliando nossas atitudes, pensando e refletindo, em prol de nossos filhos e de nós mesmos, ou seja em benefício dos laços familiares, mas que essa geração atual não é fácil isso é ! Muito obrigado por esta oportunidade e pela atenção sincera que você dedicou a todos. Sim, vamos escutar mais e perguntar também.
    Luis Alberto Cadenas Pereira
  • Elineide de Luna Moras
    Quero deixar registrado que esses encontros propiciaram preciosa bagagem de conhecimentos e de troca de experiências que elevaram nosso autoconhecimento,sensibilizando-nos em questões rotineiras da educação de nossos filhos e que muitas vezes nos passam desapercebidas. Sinto estar mais preparada para os desafios que envolvem a educação de meus filhos, crendo que melhorando a família, resgatando valores que estão cada vez mais sendo descartados, poderemos de fato criar uma sociedade mais amorosa, que perceba a diferença como algo complementar e enriquecedor, onde os pais possam se responsabilizar pela educação de seus filhos,Encarar os desafios de cada fase com humildade, já que não temos manuais prontos, vendo nossos filhos como seres únicos e ciosos de nossos exemplos, envolvendo o equilíbrio de nossas emoções e demonstrando a eles nossa perseverança no acerto, através da fala única do amor que se estende a escutar seus gestos, seus olhares e ao incômodo, porém necessário, silêncio… Quero deixar também minha gratidão a terapeuta Andréa, pelo excelente trabalho realizado com eficiência, controle do grupo, temas bem atuais e que me levaram a várias reflexões, bons textos que trouxe e acima de tudo seu amor ao trabalho realizado.
    Elineide de Luna Moras
  • Marcelo
    Bom dia. Prezada Andréa, gostaria muito de dar continuidade na participação dos encontros para refletirmos e integramos nossos conhecimentos e experiências com a sua orientação. O tema abordado PAIS DEDICADOS DEMAIS: FILHOS EGOÍSTAS é fascinante e vem ao encontro do momento que estamos vivendo. A dificuldade de educar em meio a um mundo livre e influente em nossas vidas muito me preocupa e acredito também para agrande maioria de nós. Aguardo instruções. Abraços.
    Marcelo
  • Marisol Mantau Lebarbenchon
    Participei de 11 encontros ministrados pela Andréa no Colégio Catarinense e saí com uma bagagem valiosíssima. Ela aborda assuntos da maior importância em relação a criação de nossos filhos e quem participa só tem a ganhar. Todo tempo investido valeu muiiiiito a pena. Recomendo!
    Marisol Mantau Lebarbenchon
  • Mirian Macarini Maag
    Participar do grupo de pais do Colégio Catarinense foi um desafio para mim, consegui com muito esforço ir até o fim dos encontros, e tudo agora faz sentido, as peças se encaixam….porque errar faz parte, saber ouvir e escutar o outro é tão importante quanto a sua verdade, deixar o outro se frustrar é importante para seu fortalecimento emocional, e quando falamos ou escutamos com “amor” o retorno positivo acontecerá. Obrigada Dra. Andrea!
    Mirian Macarini Maag
  • Ana Garlet
    Saudades dos encontros do grupo de pais e de suas reflexões, ainda hoje ressoam em mim algumas coisas que aprendi com você e com o grupo. Sou grata. Parabéns pelo trabalho tão bacana.
    Ana Garlet
  • Sheila Daniela Baron
    Eu gostaria de falar que o grupo de pais para mim foi muito proveitoso, pois pude perceber que algumas aflições que eu tinha como mãe não são só minhas, todos temos medos parecidos. E o melhor de tudo foi que pude perceber que muitas das dificuldades que foram expostas eu já não tenho mais. Pensava algumas vezes que eu talvez não fosse uma boa mãe, mas hoje vejo que faço o melhor que eu posso e estou cada dia aprendendo como ser uma mãe cada vez melhor. Vejo também que consegui aproximar meu filho de mim tratando-o sempre com amor mesmo que seja para falar algo que ele tenha feito de errado, posso repreende-lo sim mas ele sempre vai saber que pode contar comigo em todas as situações, porque além de sermos mãe e filho somos amigos e parceiros. Obrigado Andrea por você muitas vezes me fazer enxergar que eu sou uma boa mãe.
    Sheila Daniela Baron

PARTICIPE DO NOSSO FÓRUM